Sobre Crie Futuros

Por que criar futuros desejáveis?

O futuro é fruto dos sonhos do passado e escolhas do presente”.

Olhando o futuro do passado, fica claro que muito do que existe hoje foi antes sonhado. Desde o fim do século XIX, encontramos imagens de videoconferência; notebooks; tecnologia wireless; demasiados carros; cidades em escala inumana; drive through; fast food, cirurgia remota; aquecimento solar. Foram imagens que orientaram escolhas de modos de viver, prioridades de políticas e investimento, inovação tecnológica. O recado fica claro: a maneira como enxergamos o futuro influencia sua criação. As escolhas de hoje desenham o mundo de amanhã. Mudando as escolhas, podemos mudá-lo. E como escolher? Será que temos visões de futuro desejáveis para orientar nossas escolhas e inspirar inovação? Peter Drucker diz: “A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo”.

O que norteia nosso trabalho é a busca de sustentabilidade num sentido mais amplo. Existem mudanças que acontecem por ajustes, como uma fruta que amadurece, e outras que acontecem por mudança de estado, como a lagarta que se transforma em borboleta. Este é o tipo de transformação que necessitamos. Mas como?  Se a Terra é uma só e seus recursos são finitos, escassos e se consomem com o uso?

Soluções possíveis surgem quando lidamos com quatro eixos onde há abundância, cujos recursos são infinitos e se multiplicam com o uso: (1) A Economia Criativa e seus recursos intangíveis: cultura, conhecimento, criatividade, experiência (2) As tecnologias de informação e comunicação: bits são infinitos, assim como os universos virtuais que eles criam (3) Uma vez em rede, a sociedade pode se organizar em infinitas formas de colaboração e interação. E finalmente a chave para que tudo isso seja possível: ampliar a noção de “riqueza” para uma visão multidimensional, com patrimônios e resultados não apenas na dimensão financeira, mas também nas dimensões ambiental, social e cultural.

A partir destes eixos construímos uma ficção, Desejável Mundo Novo, na qual é possível “sentir” o que seriam estilos de vida sustentáveis, diversos e criativos, em capítulos
organizados em temas da vida cotidiana que “re-inventam” a economia, a política, as cidades,o cuidar, a educação, as relações. A hipótese que defendemos em Crie Futuros é que nossos sonhos fertilizam o futuro – por isso nos dedicamos a criar e semear futuros positivos, que possam inspirar o desejo de concretizá-los. Fred Polack, um dos pioneiros de estudos de futuro, em seu livro “Imagens do Futuro”, de 1961, faz um estudo da história das civilizações relacionando com suas visões de futuro. Conclui que visões positivas de futuro estão presentes no florescimento das culturas e as visões negativas são um fator determinante em sua decadência e também que a força de uma cultura pode ser medida pela intensidade de suas imagens de futuro. Hoje, infelizmente os futuros difundidos pela grande mídia, games e ficção científica são tenebrosos. Por isso fizemos este livro inspiracional, que mostra o futuro que está nos desejos de pessoas de diversas idades, origens e formações. Nosso futuro desejável é que ele possa motivar mais e mais gente a criar seu futuro, inspirar lideranças na tomada de decisão e apontar oportunidades.E,sobretudo,suscite a pergunta: “Por que não?”

Saiba mais
www.criefuturos.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoraríamos ter suas impressões da publicação aqui neste blog!