sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Eis a natureza, eis o futuro desejável



Tudo harmonizado, sem precisar ter controle….

São milhares de Estorninhos (pássaros que escaparam do rigoroso inverno da Rússia e da Escandinávia), viajaram distâncias continentais, e no final da jornada se reúnem numa revoada gigantesca e absolutamente hipnotizante.
E mesmo sem “explicação científica”, só podemos achar que é uma grande comemoração! Para que esse balé aconteça, haja precisão e habilidades absurdas!
Os cientistas estimam um tempo de reação inferior a 100 milisegundos para que as colisões sejam evitadas (basta uma para ferrar tudo), nem mesmo
computadores conseguem reproduzir os algoritmos complexos por trás dessa movimentação com a mesma eficiência e harmonia.”
Click e aguarde um pouquinho: